Governo do Estado do Rio de Janeiro

Notícia

Celular e direção: Detran-RJ aplica mais de 80 mil multas até outubro

O celular serve para aproximar as pessoas e muita gente não consegue mais viver sem ele. Mas quando utilizado no trânsito, esse aliado pode tornar-se um grande vilão e se transformar em uma combinação fatal. Junto com o consumo de álcool e o excesso de velocidade, o uso do celular ao volante é uma das três maiores causas de acidentes no trânsito. Segundo dados do Detran-RJ, foram aplicadas no estado 84.654 penalidades relacionadas ao uso do celular até outubro deste ano.

Dessas, 29.653 pessoas foram pegas mexendo no aparelho, 13.857 dirigiam e seguravam o celular ao mesmo tempo e 41.144 ainda se permitiram dirigir e falar ao telefone. Do total de multas aplicadas no estado, mais da metade aconteceu na capital, com 48.560 multas.

– A tecnologia é uma ferramenta importante do mundo moderno. Porém, temos que educar a população sobre como utilizá-la da melhor forma. Preservar vidas é uma das funções mais importantes do Detran. Por isso, temos obrigação de alertar contra mecanismos que podem encurtá-las desnecessariamente – disse o presidente do Detran, Vinicius Farah.

 

Sete pontos

Em 2016, foram aplicadas 100.170 multas e em 2015, 93.221. As multas têm pontuação alta: usando fone de ouvido, R$ 130; e manuseando celular, sete pontos e quase R$ 300 de multa.

Com uma população de cerca de 16 milhões de pessoas, o Estado do Rio tem uma frota de 7 milhões de veículos registrados no mês de setembro. Ou seja, 43,7% da população fluminense está motorizada. E a aquisição de veículos não deixou de crescer no estado, mesmo com a recente crise econômica.

– O flagrante da infração não é fácil, mas mesmo assim tem se mantido entre o 9º e o 11º lugares no ranking estadual – afirmou Farah.

 

Compartilhe Facebook Twitter
Siga a lei seca
nas redes sociais
Facebook Twitter YouTube Instagram