Governo do Estado do Rio de Janeiro

Notícia

Mais de 500 motoristas são pegos na Lei Seca durante festas de fim de ano

Os agentes da Operação Lei Seca abordaram durante as festas de fim de ano 7.661 motoristas. Destes, 590 foram pegos embriagados, tiveram a habilitação recolhida e terão o direito de dirigir suspenso por um ano e, ainda, responderão administrativa e criminalmente. Entre os dias 23 e 25 de dezembro e 30 de dezembro e 1° de janeiro, 1.694 condutores foram multados e 228 veículos foram rebocados. Os agentes realizaram mais de 6 mil testes com o bafômetro.

– Atuamos nas regiões de maior fluxo de pessoas e veículos por conta das festas de fim de ano. Neste período, infelizmente, as pessoas ingerem bebidas alcoólicas e muitos insistem em dirigir. O nosso objetivo é retirar estes motoristas de circulação e garantir que as pessoas curtam as festas, mas que voltem em segurança para suas casas e suas famílias – disse o coordenador da Operação Lei Seca, tenente-coronel Marco Andrade.

Neste período de festas, todo o efetivo da Lei Seca, que conta com 250 agentes, foi mobilizado, resultando em 76 operações, entre blitzes de fiscalização e campanhas educativas. Os cadeirantes da Operação realizaram um trabalho de conscientização em pontos estratégicos da cidade, alertando a população sobre os perigos de misturar álcool e direção.

Balanço

A Operação Lei Seca é uma campanha educativa e de fiscalização, de caráter permanente, lançada em março de 2009. Desde então, até a madrugada de 31/12/2016, foram realizadas mais de 17 mil operações, 2.393.623 motoristas foram abordados e foi comprovada a alcoolemia em 165.920 pessoas. Neste período também foram multados 459.840 motoristas, 89.541 veículos foram rebocados e 156.970 carteiras de habilitações foram recolhidas.

O sucesso do programa também serviu de inspiração para outros estados do país e o exterior: 20 delegações brasileiras, entre elas Pernambuco, Acre, Rondônia e Alagoas e duas delegações internacionais, da Venezuela e Espanha, enviaram comitivas ao Rio de Janeiro a fim de importar o modelo de gestão da Lei Seca fluminense. 

Compartilhe Facebook Twitter
Siga a lei seca
nas redes sociais
Facebook Twitter YouTube Instagram